Publicado em 28/01/2018

Sintomas de gravidez, como identificar os sintomas de gravidez?

Todas as mulheres apresentam sintomas precoces de gravidez?
Não, cada mulher é única e isso quer dizer que cada mulher pode apresentar mais ou menos sintomas de gravidez. Nem toda mulher tem os mesmos sintomas.

Além disso, como os primeiros sintomas da gravidez costumam imitar os sintomas que podem ocorrer antes e durante a menstruação, você pode não perceber que está grávida.

O que se segue é uma descrição de alguns dos sintomas iniciais mais comuns da gravidez. O fato de você perceber alguns desses sintomas não significa necessariamente que está grávida. A única maneira de dizer com certeza é fazendo um teste de gravidez.

Sintomas de gravidez

Sangramento de nidação

Isso é chamado de sangramento de implantação ou nidação. Ocorre entre seis a 12 dias depois que o óvulo foi fertilizado.

As cólicas se assemelham a cólicas menstruais, de modo que algumas mulheres as confundem com o sangramento no início do período menstrual. O sangramento e cãibras, no entanto, são leves.

Além do sangramento, a mulher poderá notar um corrimento branco e leitoso. Isso está relacionado com o espessamento das paredes da vagina, que começa quase imediatamente após a fecundação. O aumento do crescimento de células que revestem a vagina causa o corrimento.

Alterações mamárias

 

As alterações mamárias é outro sintoma de gravidez muito precoce. Os níveis hormonais de uma mulher mudam rapidamente após a fertilização. Por causa das mudanças, os seios podem ficar inchados ou doloridos uma ou duas semanas. Ou eles podem se sentir mais pesados ou mais cheios ou se sentirem sensíveis ao toque. A área ao redor dos mamilos, chamada de aréola, também pode escurecer.

Outras coisas podem causar alterações na mama. Mas se as mudanças são um sintoma precoce da gravidez, tenha em mente que levará várias semanas para se acostumar com os novos níveis de hormônios. Mas quando isso acontece, a dor na mama deve diminuir.

Essa alta, que pode continuar durante a gravidez, é tipicamente inofensiva e não requer tratamento. Mas se houver um mau cheiro relacionado à secreção ou uma sensação de queimação e coceira, informe o seu médico para que ele possa verificar se você tem uma infecção por fungos ou bactérias.

Veja também: Como consegui engravidar em apenas 2 meses seguindo esse método! 

Sintomas de gravidez: Fadiga

 

Sentir-se muito cansado é normal na gravidez. Uma mulher pode começar a se sentir estranhamente fatigada uma semana depois de engravidar.

Por quê? É frequentemente relacionado a um alto nível de um hormônio chamado progesterona.

Se a fadiga está relacionada com a gravidez, é importante descansar bastante. Comer alimentos que são ricos em proteínas e ferro pode ajudar a compensar isso.

Sintomas de gravidez: Náusea pela manhã

 

A náusea matinal é um sintoma de gravidez famoso. Mas nem toda mulher grávida sente isso.

A causa exata da náusea matinal não é conhecida, mas os hormônios da gravidez provavelmente contribuem para esse sintoma. Náusea durante a gravidez pode ocorrer a qualquer hora do dia, mas são mais comuns pela manhã.

Além disso, algumas mulheres anseiam, ou não suportam, certos alimentos quando engravidam. Isso também está relacionado a mudanças hormonais. O efeito pode ser tão forte que até o pensamento do que costumava ser uma comida favorita pode embrulhar o estômago de uma mulher grávida.

É possível que as náuseas, desejos e aversões alimentares durem toda a gravidez. Felizmente, os sintomas diminuem para muitas mulheres por volta da 13ª ou 14ª semana de gravidez.

Enquanto isso, não deixe de ingerir uma dieta saudável para que você e seu bebê, em desenvolvimento, consigam nutrientes essenciais. Você pode conversar com seu médico para obter conselhos sobre isso.

 

Sintomas de gravidez: Atraso da menstruação

O sintoma inicial que leva a grande maioria das mulheres a fazer o teste de gravidez - é o atraso menstrual. Porém, nem todos atrasos são causados por gravidez.

Além disso, as mulheres podem sentir algum sangramento durante a gravidez. Existe razões, além da gravidez, para o atraso menstrual. pode ser que você tenha ganho ou perdido muito peso. Problemas hormonais, fadiga ou estresse são outras possibilidades. Algumas mulheres perdem a capacidade de menstruar quando param de tomar pílulas anticoncepcionais. Mas se um período se atrasar e a gravidez for uma possibilidade, você deverá fazer um teste de gravidez.

Outros sintomas precoces da gravidez

Gravidez traz mudanças no seu equilíbrio hormonal. E isso pode causar outros sintomas que incluem:

  • Micção freqüente. Para muitas mulheres, isso começa por volta da sexta ou oitava semana após a concepção. Embora isso possa ser causado por uma infecção do trato urinário, diabetes ou uso excessivo de diuréticos, se você estiver grávida, é mais provável que seja devido aos níveis hormonais.
  • Prisão de ventre. Durante a gravidez, níveis mais altos do hormônio progesterona podem fazer com que você fique constipado. A progesterona faz com que os alimentos passem mais lentamente pelos intestinos. Para aliviar o problema, beba muita água, faça exercícios e coma muitos alimentos ricos em fibras.
  • Mudanças de humor. Estes são comuns, especialmente durante o primeiro trimestre. Estes também estão relacionados a alterações nos hormônios.
  • Dores de cabeça e dor nas costas. Muitas mulheres grávidas relatam frequentes dores de cabeça leves e outras sofrem de dor crônica nas costas.
  • Tontura e desmaio. Estes podem estar relacionados à dilatação dos vasos sangüíneos, menor pressão arterial e menor nível de açúcar no sangue.

Uma mulher grávida pode ter todos esses sintomas, ou talvez ter apenas um ou dois. Se algum desses sintomas se tornar incômodo, converse com seu médico sobre eles.

Gravei um vídeo em que revelo um método que aumenta em até 76% as chances de engravidar. Nesse vídeo você vai encontrar técnicas secretas para aumentar a fertilidade que poucas mulheres tem acesso. Para assistir a esse vídeo, basta clicar nesse link: Quero assistir ao vídeo

O método que as americanas estão usando para tratar a INFERTILIDADE
Load more posts

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *