Compartilhar este conteúdo:
Publicado em 28/01/2018

LH e FSH baixo - Causas, sintomas e tratamento

O hormônio luteinizante (LH) e o hormônio folículo-estimulante (FSH) são chamados de gonadotrofinas porque estimulam as gônadas - nos homens, nos testículos e nas mulheres, nos ovários. Eles não são necessários para a vida, mas são essenciais para a reprodução. Esses dois hormônios são secretados pelas células da pituitária anterior, chamadas gonadotrofos. A maioria dos gonadotróficos secretam apenas LH ou FSH, mas alguns parecem secretar os dois hormônios.

LH  e FHS baixos na mulher

Nas mulheres, a falta de hormônio folículo-estimulante leva a um desenvolvimento incompleto na puberdade e a uma pobre função ovariana (insuficiência ovariana). Nessa situação, os folículos ovarianos não crescem adequadamente e não liberam um óvulo, levando à infertilidade.

Como os níveis de hormônio folículo estimulante na corrente sanguínea são baixos, essa condição é denominada hipogonadismo hipo gonadotrófico. Isso é visto em uma condição chamada síndrome de Kallman, que está associada a um senso de olfato reduzido.

LH  e FHS baixos no homem

Ação folículo-estimulante suficiente também é necessária para a produção adequada de espermatozódes. No caso de ausência completa do hormônio folículo estimulante nos homens, a falta de puberdade e infertilidade devido à falta de espermatozoides pode ocorrer.

A deficiência de hormônio folículo estimulante parcial em homens pode causar puberdade tardia e produção limitada de espermatozoides (oligozoospermia), mas a paternidade de uma criança ainda pode ser possível. Se a perda do hormônio folículo estimulante ocorre após a puberdade, haverá uma perda similar de fertilidade.

Sintomas de Lh e FSH baixos em mulheres:

  • dificuldade em engravidar
  • períodos menstruais irregulares ou ausentes
  • baixa massa muscular ou diminuição do desejo sexual

Sintomas de Lh e FSH baixos em homens:

Nos homens, os sintomas incluem

  • perda de pelos corporais e faciais,
  • fraqueza
  • falta de interesse em atividade sexual
  • disfunção erétil e infertilidade.

Seu médico pode pedir o exame de sangue LH em coordenação com outras medições hormonais, como testosterona, progesterona, FSH e estradiol.

Causas para LH e FSH  baixos e tratamento:

Hipopituitarismo
O hipopituitarismo é causado por um distúrbio da glândula pituitária que diminui sua função e impede que excretem os hormônios de que seu corpo necessita, inclusive o FSH.

A glândula pituitária está no cérebro, e qualquer coisa que possa danificar o cérebro pode potencialmente danificar essa glândula, incluindo traumas na cabeça, tratamentos para câncer no cérebro, derrame cerebral e doenças do cérebro. O tratamento para o hipopituitarismo envolve a terapia hormonal para os hormônios que já não produz em quantidade suficiente.

Síndrome do Ovário Policístico (SOP)
A SOP ocorre quando os ovários desenvolvem cistos, geralmente de folículos subdesenvolvidos que não conseguem amadurecer e liberar seus óvulos.

Esses cistos interferem nos ciclos hormonais que causam a menstruação, o que pode levar a um baixo FSH. Se você tem SOP, você pode experimentar menstruação irregular, crescimento e escurecimento dos pêlos do corpo e ganho de peso. SOP pode levar à infertilidade. Esta condição é tratada com pílulas anticoncepcionais e outras drogas que regulam seu ciclo menstrual.

Síndrome de Turner
Nossas características sexuais são, em parte, determinadas pela nossa composição genética dos cromossomos. Os homens têm cromossomos XY e as mulheres têm cromossomos XX. A síndrome de Turner é causada por uma mulher que não possui um ou parte de um cromossomo X. Ocorrendo em um dos 2000 nascimentos, esta condição é bastante comum e não pode ser prevenida.

Muitas pessoas com síndrome de Turner experimentarão insuficiência ovariana, que, entre outros sintomas, pode causar baixos níveis de FSH. Indivíduos com síndrome de Turner podem ser tratados com hormônios de crescimento, e mulheres que desejam dar à luz podem considerar um óvulo doador.

Síndrome de klinefelter
A síndrome de Klinefelter é outra condição cromossômica na qual o macho tem um cromossomo X extra. A infertilidade masculina é um sintoma comum da síndrome de Klinefelter.

Como o FSH é responsável pela produção de espermatozoides nos homens, faz parte do diagnóstico para essa condição. Os tratamentos com testosterona podem ajudar a aumentar a fertilidade e incentivar o sexo secundário masculino característico de indivíduos com síndrome de Klinefelter.

Compartilhar este conteúdo:

Método para engravidar rápido - 9 x mais fértil!

Método para engravidar rápido e fácil - 9 x mais fértil! ...
Ler mais

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!