Tratamentos para infertilidade feminina, saiba qual é o melhor para o seu caso!

Tratamentos para infertilidade feminina, saiba qual é o melhor para o seu caso!

Os tratamentos para infertilidade feminina podem ser tanto médicas como cirúrgicas. Cerca de 25% dos casos de infertilidade feminina são causados por disfunção hormonal que pode causar anovulação.

Uma das condições mais frequentes associadas à ausência de ovulação (anovulação) é: síndrome do ovário policístico (SOP) que afeta cerca de 5-10% da população feminina em idade reprodutiva. O tratamento dessa síndrome deve partir de mudanças no estilo de vida e sobrepeso ou obesidade - 40-80% das mulheres com SOP  necessitam da redução do peso corporal.


Uma doença frequentemente associada à infertilidade (cerca de 10% da população feminina em idade fértil) é: endometriose, uma doença caracterizada pela presença de endométrio fora da cavidade uterina, em outras áreas do corpo feminino, normalmente na pelve.

O tratamento para infertilidade feminina em casos leves de endométrio pode ser médico, enquanto nos casos mais graves é predominantemente cirúrgico.

Em casos de anovulação, a ovulação pode ser induzida pela administração de algumas drogas (citrato de clomifeno e gonadotrofinas). A indução farmacológica da ovulação deve ser associada à monitorização ultrassonográfica próxima do crescimento folicular até a ovulação, seguida de proporções direcionadas ou inseminações intrauterinas.

Os principais riscos desses tratamentos são a síndrome de hiperestimulação ovariana e gravidezes múltiplas.

Cerca de 40% de mulheres com a SOP, tem um metabolismo alterado da glucose pela resistência à insulina de modo que o uso de metformina pode ser útil para esses casos.

Outra causa de anovulação é a hiperprolactinemia, que pode ser causada por adenomas hipofisários, ingestão de medicamentos, hipotireoidismo ou insuficiência renal crônica.

Nestes casos, a terapia é com drogas como a cabergolina ou a bromocriptina, que podem reduzir os níveis de prolactina e restaurar a ovulação.

Em casos de infertilidade anovulatória, recomenda-se uma estreita colaboração entre o ginecologista e o endocrinologista, a fim de se ter um procedimento diagnóstico-terapêutico correto.

Em 25-35% dos casos de infertilidade feminina a causa é devido a alterações morfológicas e funcionais das trompas de falópio, que, se de entidade menor, podem ser tratados cirurgicamente por laparoscopia, com boas percentagens de sucesso (obtenção de uma gravidez em 50-65% dos casos dentro de 12-18 meses).

O 5-10% dos casos de infertilidade feminina é devida a patologias congênitas uterinos (malformações, do útero ou do colo do útero septos) ou adquiridas (miomas ou pólipos), que requerem frequentemente tratamento cirúrgico com bons resultados.

A escolha do tratamento para infertilidade feminina cirúrgico é realizada pelo ginecologista que identifica o caminho terapêutico mais adequado para cada paciente.

Está tentando engravidar, mas não consegue?

Método Quero ser mãe: tudo que você precisa saber
para engravidar rápido e naturalmente!

Compartilhar este conteúdo:

 

O Healthcare é um portal informativo para tentantes que buscam
orientações e conselhos para alcançar a maternidade.
Nosso blog proporciona conhecimento abrangente e objetivo para
tentantes trilharem um caminho a partir de exemplos e relatos de
mulheres que passaram por situações parecidas.
  • CONTATO@HEALTHCAREANDSAFETY.COM.BR
  • Tel: (21) 2501-7158
  • RUA , Guilherme Veloso 202, Praça Seca, Rio de Janeiro – RJ, CEP 22733-020

Utilidades:  Sobre nós   Contato  Termo de uso  Bibliografia

Política de privacidade  // Todos os © diretos reservados Site: healthcareandsafety.com.br  

Deixe um comentário:

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!